Ir para o conteúdo

PCdoB Brasília

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Ana Prestes: não temos medo de lutar por justiça e democracia

5 de Julho de 2018, 15:27 , por Fr3d vázquez - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 45 vezes
Licenciado sob CC (by-nc-sa)

Socióloga e doutora em Ciência Política, Ana Prestes, é filiada ao PCdoB há mais de 20 anos. Construiu uma trajetória política que começou no movimento estudantil e de juventude, com ampla atuação nacional e internacional. Passando por dezenas de países. Foi assessora sindical de políticas educacionais, Chefe da Assessoria Internacional do Ministério do Esporte, Secretária de Educação no município de Contagem e atualmente trabalha na assessoria de comissões da Câmara dos Deputados.

Ana preste 1024x630

Nascida em Moscou, durante o exílio de sua família, perseguida pela ditadura no Brasil, Ana Prestes também é neta do Cavaleiro da Esperança, Luiz Carlos Prestes, e sempre se dedicou às lutas em defesa da democracia, da cultura e da educação.

“Tenho muita alegria de morar em Brasília, pois o sonho de igualdade ganhou forma e beleza pelas mãos de Oscar Niemeyer, Lúcio Costa e Athos Bulcão. Infelizmente, a justiça social não se alcança apenas com os finos traços da arquitetura e do urbanismo. É preciso construir coletivamente.

O Distrito Federal é a maior expressão dos contrastes que temos Brasil afora. Temos dois mundos convivendo, o centro e a periferia, o moderno e o arcaico, o democrático e o elitista.

Nossa luta é para que possamos olhar o DF de forma integrada, com acessibilidade, educação, saúde, cultura, inclusão e participação democrática. Para mim e para meu partido temos a necessidade de construir um novo modelo de crescimento para o DF e para o Brasil.

Além do Poder Público, o DF deve criar emprego e renda a partir de outros modelos econômicos que levem em consideração a sustentabilidade e as novas tecnologias.

Também temos que recuperar as ruas e praças para todos, ocupando os espaços públicos com cultura e arte.

Lugar de mulher militancia

Sou mãe de duas meninas e acredito que nossas cidades podem ser um espaço onde elas possam se sentir acolhidas e conviver com segurança e respeito com todas e todos.

Nestes momentos temerosos em que vivemos, é importante que todos nós que não aceitamos o atraso, o arbítrio, o preconceito e a intolerância estejamos unidos. Vamos nos unir, pois não temos medo de lutar por justiça e democracia.”


0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar